Resenha - Marketing & Amor

Título: Marketing & Amor
Autora: Rebecca Romero
Editora: Independente
Páginas: 234
Sinopse: Margot O’Hara é uma das empreendedoras mais bem-sucedidas do país e tem sua vida inteiramente como ela sonhou. Vendo mais uma oportunidade, ela aceita a proposta que a família Renard lhe apresenta: uma parceria para que ela ajude a salvar uma agência de relacionamentos que está propensa a falir.
Elijah Renard, por outro lado, está infeliz com seu trabalho. Mas quando passa a conhecer Margot, ele começa a sentir uma chance de reatar seu interesse nos negócios da família.Seguindo esse caminho de marketing e empreendedorismo, Margot e Elijah iniciam um vínculo que vai além do digital.





O livro conta o romance entre Margot O’Hara e Elijah Renard. Ela, independente e uma das mais importantes empreendedoras do ramo da publicidade. Ele, filho de um dos mais importantes empresários do país. A narrativa alterna o ponto de vista entre esses dois personagens principais.
Achei interessante a forma como a autora aborda esse romance, sem exclusividade no romance entre os dois, sem aquele amor avassalador. Ambos curtem suas vidas separadamente, mesmo após terem se conhecido, enquanto a atração entre eles aumenta. A ligação entre os dos vai sendo construída aos poucos, é um romance crível sem ser piegas.
Os personagens secundários também aparecem com uma boa frequência, outra coisa que gostei no livro. Reagan e Gilian foram das personagens que mais gostei, embora Luke também não fique atrás.
O clima do romance é bem leve, os personagens interagem bem entre si, e isso pode ser tanto um ponto positivo quanto negativo, para mim. Gostei da interação entre os personagens, dessa coisa mais natural e sem grandes dramas, mas, ao mesmo tempo, todos os personagens são uniformes demais, sem nenhuma mudança de pensamento ou algum conflito nessa direção. Tudo “perfeito” demais. Não chega a ser um grande defeito do livro, até porque a história é leve e divertida, mas confesso que senti falta disso. Até porque o livro pincela assuntos interessantes, como feminismo e depressão, e senti falta de um contraponto, de algo que defendesse mais certas ideias, e não apenas a apresentassem como algo já posto de forma fácil na sociedade, principalmente o feminismo, que ainda não é lá tão bem aceito assim. As coisas pareceram utópicas demais.
Outra coisa que me incomodou um pouco foi a mistura do inglês com português em algum momento. Não afeta a experiência da história, mas me causou algum desconforto.

Marketing & Amor é um livro leve e descontraído. Ideal para ume leitura rápida ou para te curar daquela ressaca literária.

0 comentários:

Postar um comentário